Cabeçalho

Críticas de Cinema

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Crítica: No Coração do Mar

Muito bem feito, No Coração do Mar mostra que Ron Howard ainda tem muita coisa a mostrar em Hollywood.

Esse era um dos filmes mais esperados do ano, mas que foi perdendo força com o decorrer do tempo. Se no começo do ano era cotado como um dos favoritos ao Oscar, hoje essa ideia já foi totalmente descartada. Muito disso se deve ao marketing do filme, que se mostrou ser bem fraco e não atraiu muito o público. Mas mesmo assim Ron Howard , depois do excelente "Rush " ,retorna sua parceria com Chris Hemsworth e acerta em cheio nessa adaptação do famoso conto  "Moby Dick "


O filme mostra que no Inverno de 1820. O navio baleeiro Essex parte em busca de óleo de baleia. O navio é liderado pelo nada experiente capitão George Pollard (Benjamin Walker), que tem Owen Chase (Chris Hemsworth) como seu primeiro oficial. Owen sonha em ser capitão e tem o objetivo de superar a meta traçada por seu empregador. Eles navegam por meses em busca de baleias, mas quando encontram se deparam com uma grande ameaça, uma gigantesca baleia branca que irá lutar por sua sobrevivência e acabará atacando o navio e sua tripulação.

No Coração do Mar é aquele filmão , impecável tecnicamente, que todo mundo deve assistir. Feito com precisão e com um CGI magnífico, o filme tem um elenco numeroso, onde alguns se destacam, como o caso de Chris Hemsworth, que está muito bem, e outros são sub aproveitados, como o caso de Cillian Murphy. A edição aqui é perfeita, sempre corta no momento certo, a fotografia é excelente, e os efeitos visuais mais ainda.

Ron Howard, que vem vindo num hiato muito bom, dirige precisamente o filme,mas com algumas pequenas falhas. Optando por amenizar algumas cenas mais fortes, o diretor , por pouco, não é perfeito. Se as cenas mais técnicas são excelentes, não podemos falar o mesmo das mais dramáticas, onde não conseguimos nos indentificar e nos comover com os personagens.

No Coração do Mar é um ótimo filme, impecável tecnicamente,muito bem feito, cansativo em algumas partes, mas que certamente já se figura como um dos grandes destaques do ano, na minha opinião. Continue nesse hiato,Ron Howard, nós só temos a agradecer.


Nota:8,3
Trailer do Filme:

Nenhum comentário:

Postar um comentário